Carregando...
Psicologia

Você é uma Pessoa Altamente Sensível? Faça o teste e descubra.

pessoa tocada

Você é o tipo de pessoa que possui uma sensibilidade peculiar a cheiros, luzes brilhantes, textura de tecidos ou excesso de barulho? Ou costuma se recolher quando possui muita atividade acontecendo ao mesmo tempo ao seu redor? Você tem uma vida interior rica e complexa? Se você respondeu sim a estas perguntas, você possivelmente é uma Pessoa Altamente Sensível (PAS).

No último post, falamos sobre as 10 características das Pessoas Altamente Sensíves, baseado no estudo da psicóloga Elaine Aron, que em seu livro The Highly Sensitive Person, (Use a Sensibilidade a seu Favor – Pessoas Altamente Sensíveis em Português), descreve este traço de personalidade presente em pelo menos 1 em cada 5 pessoas em todo o mundo. Como vimos, esse termo refere-se à pessoas que, em comparação com os 80% sem o traço, processam tudo à sua volta muito mais profundamente – refletem sobre o assunto, elaboram sobre ele, fazem associações, etc.

Isso não é novo, porém muitas vezes é confundido com timidez, inibição e introversão (embora 30% das PAS são extrovertidas). Como uma PAS ela própria, a Dra. Aron reforça que essas características não representam uma falha nem uma síndrome, muito pelo contrário, pode ser um dom e um trunfo para quem aprende a lidar com elas.

Por isso, trouxe aqui o teste para te ajudar a descobrir se você é uma Pessoa Altamente Sensível.

Tome nota de quantas destas afirmações são verdadeiras para você:

1. Pareço estar atento e percebo as sutilezas do ambiente.

2. O humor das outras pessoas me afeta.

3. Costumo ser muito sensível à dor.

4. Em dias muito agitados, sinto necessidade de me recolher, ir para a cama, um quarto escuro ou qualquer lugar onde possa ter alguma privacidade e afastar-me do excesso de estímulos.

5. Sou particularmente sensível aos efeitos da cafeína.

6. Luzes ou cheiros fortes, tecidos ásperos ou sirenes me perturbam facilmente.

7. Tenho uma vida interior rica e complexa.

8. Sons altos demais fazem com que eu me sinta mal.

09. A arte e a música me emocionam profundamente.

10. Eu me esforço no meu trabalho, sou dedicada, detalhista e rigorosa.

11.  O meu sistema nervoso está por vezes tão alterado que procuro por solitude para acalmar;

12. Eu me assusto com facilidade.

13. Sinto-me atordoada quando tenho que fazer muitas coisas em pouco tempo.

14. Quando as pessoas estão em um ambiente fisicamente desconfortável, costumo saber o que precisa ser feito para torná-lo mais confortável (como trocar os lugares ou alterar a luz).

15.   Se alguém me pede para fazer muitas coisas ao mesmo tempo, fico irritado.

16.   Tento desesperadamente evitar erros e esquecimentos.

17.   Faço questão de evitar filmes ou programas de TV violentos.

18.   Sinto-me desagradavelmente exaltado quando há coisas demais acontecendo em volta de mim.

19. Muita fome provoca fortes reações e destrói minha concentração e meu humor.

20. Mudanças em minha vida me perturbam demais.

21. Percebo e aprecio fragrâncias, sabores, sons e obras de arte suaves.

23. Tento organizar a minha vida de forma a evitar situações caóticas e incômodas.

25.   Quando estou sendo observado fazendo alguma coisa, fico tão nervoso que isso afeta a minha performance, começo a fazer mal as coisas.

26. Quando era criança, meus pais e professores me achavam sensível e tímido.

Resultado: Se você anotou mais de 12 questões como verdadeiras, você provavelmente é uma Pessoal Altamente Sensível. Lembrando que é um teste, por isso é sempre recomendável estudar com mais profundidade antes de começar a se rotular desta forma. Independente da intensidade, todos somos sensíveis em algum grau e é importante termos consciência disto, para saber de que forma podemos usar a sensibilidade a nosso favor.

As PAS têm um papel importante na sociedade, pois são excelentes observadores, intuitivos, artistas, conselheiros. No entanto, muitas vezes é necessário um trabalho de autodesenvolvimento para que a pessoa consiga se sentir segura para encontrar o seu lugar. Informação, autoconhecimento e respeito para com a própria sensibilidade são ferramentas importantes para ajudar as pessoas altamente sensíveis a atuarem no mundo, aprenderem a se proteger do estresse diário, sentindo-se confortáveis com esta sua característica e poder compartilhar suas qualidades com todos ao seu redor.