Quais são os sintomas de despertar a kundalini?

Muitas pessoas confundem o despertar da kundalini com a síndrome da kundalini, que se refere aos fenômenos peculiares pelos quais normalmente passamos antes do despertar da kundalini. Por isso, veja abaixo as diferenças e entenda que ambas fazem parte do processo de autotransformação.

Sintomas da Síndrome da Kundalini

A meditação faz com que o sistema nervoso relaxe. Como resultado, isso desencadeia a liberação de qualquer tensão armazenada, estresse, resistência, etc., que se tornaram enraizados em nós. Dessa forma, a liberação destas tensões e o reajuste do sistema nervoso podem causar reações físicas, mentais e emocionais, algumas das quais podem ser estranhas e desconfortáveis. Portanto, a persistência destes constitui a síndrome da kundalini, e existem vários sintomas possíveis, incluindo:

  • Vibrações
  • Formigamentos
  • Torções
  • Espasmos
  • Posturas e gestos espontâneos
  • Balanço
  • Dormência
  • Dores
  • Tontura
  • Desorientaçao
  • Dores de cabeça
  • Sensações elétricas
  • Sensações magnéticas
  • Alucinações visuais
  • Alucinações auditivas
  • Crise emocional e catarse
  • Crise existencial

Muitas pessoas não tem consciência do significado dos seus sintomas como efeitos secundários da meditação e da autotransformação, por isso acabam por consultar médicos que também os desconhecem, e que encaminham os pacientes para uma avaliação psiquiátrica. No entanto, felizmente, há movimentos para reclassificar estes sintomas em termos de emergência espiritual.

O despertar da Kundalini

O completo despertar da kundalini pode não ocorrer até que a pessoa tenha passado por transformações físicas, mentais e emocionais durante vários anos. Então, para isso, o sistema nervoso deve estar limpo, relaxado e aberto o suficiente para canalizar a corrente de energia muito mais forte que é a kundalini.

Quando a kundalini finalmente desperta, não há “sintomas” no sentido patológico. Em vez disso, existem vários presentes e bênçãos, como por exemplo:

  • Felicidade extrema
  • Êxtase orgástico, orgasmos espontâneos e orgasmo cósmico
  • Vitalidade pura
  • Intensa alegria de viver
  • Transcendência do ego
  • Transcendência do medo e da ansiedade
  • Transcendência de crenças, opiniões e incertezas pessoais
  • Ações coerentes sem esforço
  • Consciência expandida
  • Clareza de pensamento
  • Perspicácia espiritual
  • Valorização da vida
  • Amor divino

Além dos sintomas acima, o despertar da kundalini também promove uma sensação interna da kundalini como uma presença viva, inteligente e benevolente.

2 Comentários

  1. como ocidental, usei técnicas de yoga em minha juventude, práticas incomuns aos meus amigos tive o privilegio de ler mestres como yogananda, livro como os vedas, bhagavad gita, upanishads, yoga hatha, jnana, kundalini yoga,e diversas literaturas da cultura da india . Li as Estancias de dzyan ( devorei a doutrina secreta_ de Helena Blavatsky), mais encontrei meu coração na Alquimia. Como saber se eu tive sintomas destas praticas e das fortes energias da kundalini.
    obrigado pela atenção
    Att
    Gerbas

  2. Oi Gerbas! Quantos conhecimentos, obrigada por compartilhar. Fiquei curiosa, à qual linha de alquimia você se refere? O que posso compartilhar é da minha experiência, que foi a sensação mais intensa que vivi na vida, de uma grande explosão, junto à diferentes sintomas físicos, biológicos e espirituais. Senti que morri e nasci de novo. Minha vida mudou completamente de uma hora pra outra durante uma prática. Isso aconteceu em 2010 e até hoje estou integrando essa vivência. Da forma que conheço, o despertar da kundalini não deixa dúvidas, pois é muito intenso e revelador. No entanto, já li que é possível que o despertar da kundalini aconteça de forma gradativa e sutil também. Em breve vamos postar sobre a diferença do que chamamos de kundalini yoga e da kundalini original das escrituras tântricas. Um abraço!


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *