8 Dicas de como descobrir seu propósito e ajudar a transformar o mundo

Em algum momento da vida, você já sentiu um vazio, uma falta de motivação, como se o que você faz todos os dias não preenche a sua alma ou até não faz sentido? Você sente vontade de encontrar uma forma diferente de atuar no mundo, de descobrir seu propósito, mas não sabe exatamente o que é, ou às vezes até desconfia, mas fica hesitante diante da insegurança financeira, com medo de fracassar? Além disso, falta aquela autoconfiança para ter coragem de mudar e de seguir um novo caminho?

Eu já me senti assim e uma das melhores coisas que fiz na vida foi ter coragem de mudar. Aprender a transformar a desmotivação em uma oportunidade de aprender e seguir uma nova direção. Por isso, quero compartilhar com você 8 dicas de como você pode começar a criar uma nova realidade para sua vida mais alinhada a sua missão pessoal e a seus valores e como descobrir seu propósito.

  1. Desconstruir-se é preciso: faça as perguntas certas

O que é missão, propósito, vocação? Será que tudo isso existe mesmo? E se eles existem, como você pode fazer para descobri-los e começar a se sentir mais inteira ou inteiro e preenchido novamente? Se não existem, o que você escolhe realizar com a sua oportunidade de existir nesse mundo? Pergunte-se, por exemplo: o que faz você feliz? O que te deixaria com a sensação de preenchimento e autorrealização?

  1. Lembre-se de quando era criança

O que você gostava de fazer quando criança? Por exemplo, gostava de ler, pintar, desenhar, brincar de cientista, andar de bicicleta, cuidar dos animais, de matemática, de história? De brincadeiras manuais, de construir? Ou de pensar, criar, inventar? Quais os momentos mais felizes da sua infância, as atividades que mais te deixavam com aquela empolgação? Essa é uma forma poderosa de encontrar pistas importantes da sua vocação.

  1. Reflita sobre os temas que te despertam interesse

Aqui você pode fazer uma retrospectiva de toda a sua vida, desde criança até hoje, sobre quais assuntos te despertam mais atenção, interesse e vontade de aprendizado. Pessoalmente, acredito que aquilo com o qual você trabalha está diretamente relacionado ao que mais você precisa aprender, mesmo que esteja numa posição de ensinar. É por isso que a mudança é inevitável e um sinal de evolução, pois significa que você passou de fase! Aprendeu o que precisava e está pronta ou pronto para o próximo desafio. E pode ser por isso que a estagnação traz o sentimento de desmotivação ou até frustração. É a inteligência do seu corpo e a sua alma se comunicando com você: parabéns! você já realizou o que precisava aqui! Hora de evoluir!

  1. Faça um mapa natal

Qual a sua relação com a astrologia? Fazer uma análise do seu mapa natal ou vocacional com um astrólogo profissional vai te ajudar a conhecer melhor sua bússola interior, seu manual de instruções. Por exemplo, quais são as ferramentas que você traz e quais habilidades veio desenvolver. Tudo isso amplia seu autoconhecimento e se conecta ao que vai deixar você feliz e realizado na forma que você escolher atuar no mundo a partir de agora. Para fazer seu mapa astral, você precisa da data, horário e local do seu nascimento, pois de acordo com a astrologia, no momento que você deu sua primeira inspiração, toda uma configuração astral aconteceu e conhecê-la vai te ajudar nessa travessia.

  1. Silencie ou faça um retiro

Muita gente sonha com um período sabático ou até um vale-sumiço para conseguir se reconectar consigo mesma diante de tantas responsabilidades e distrações do dia a dia. Portanto, caso você consiga tirar um tempo para você, ótimo, vá em frente! Senão, crie um espaço para você na sua casa e no seu dia, comunique as outras pessoas que convivem com você que este será o seu momento diário de recolhimento e aproveite para silenciar a mente. Medite, respire. Esteja com você. Pois no silêncio de fora e de dentro fica mais fácil de escutar o chamado da sua alma. E quando você escutar, você vai saber, porque de acordo com Roberto Crema, “a alma treme, é um portal”.

  1. Pergunte ao Universo

Deixe claro ao Universo qual a sua pergunta. Pergunte mentalmente ou em voz alta, escreva num papel, faça uma oração ou meditação. Pergunte a Deus, aos seus Mestres ou Mentores, ao que você se sentir mais conectada ou conectado. Geralmente, quando a dor fica grande, acontece um movimento natural de entrega e o ego se rende ao propósito maior. Assim, ele sai do controle e simplesmente se deixa guiar por algo maior. Quando sentimento e pensamento vibram juntos, isso tem muito poder. Por isso, sinta no seu coração e mentalize: Quero descobrir o meu propósito. Entrego minha existência ao que for melhor para esse mundo. O que devo fazer para cumprir com minha missão? Coloque-se a disposição e prepare-se para receber a resposta.

  1. Peça ajuda

Não precisa ficar pensando nisso tudo sozinha ou sozinho, sem saber o que fazer. Portanto, peça ajuda de um amigo, conselheiro, de alguém em quem você se inspira ou que já trilhou o caminho que você desejar atravessar. Se puder, procure um terapeuta para ajudar você nesse momento. Invista em você. A vida é muito curta e o tempo é um recurso escasso e valioso. Não perca mais tempo.

  1. Faça uma lista de como seria sua rotina ideal. Sonhe alto!

Escreva num papel como seria a rotina dos seus sonhos. Por exemplo, onde você estaria acordando? Como seria seu café da manhã, sua rotina de trabalho? Quantas horas você trabalharia por dia? Quais atividades chave você realizaria? Quais frutos você deseja colher do seu trabalho? De que forma você gostaria de servir ao mundo?

Agora, prepare-se para a responsabilidade. Afinal, você escolheu sair da frustração, da desmotivação, do desânimo e está escolhendo sair da sua zona de conforto. Você está escolhendo investir na sua existência e fazer dela o que você acredita. Pois ao descobrir o seu propósito e ir em busca daquilo que te preenche, você ganha consciência, e junto com ela, vem a responsabilidade. E essa parece ser uma das grandes chaves da existência: tornar-se protagonista da sua vida.

Por fim, para colocar em prática, busque cursos, conhecimento e não se apegue a sua formação anterior. Por isso, lembre-se: somos múltiplos e muitas vezes já concluímos o aprendizado onde estamos. Uma maneira de você se sentir mais segura ou seguro para trilhar esse novo caminho ao descobrir o seu propósito, é pensar: o que de pior pode acontecer? No máximo, você pode voltar ao que era antes, certo? Portanto, sinta-se livre para ser quem você é. Quando você faz isso, você muda o mundo. Pois quando você muda, o mundo muda. Então, seja quem você é, vibre realização e abundância, diga SIM à vida e às suas possibilidades e também aos seus valores. De um jeito mais simples do que você imagina, você já é uma inspiração para quem está ao seu redor e está se tornando uma gota de medicina no oceano do mundo.

Tags: | | | |

Sobre o Autor

Sandrine Swarowsky
Sandrine Swarowsky

Desde que fui morar na Grécia em 2008, uma série de mestres e sincronicidades me despertaram para a dimensão espiritual. Isso me levou a uma crise vocacional e a partir disto a buscas que me levaram a um encontro extraordinário: o encontro comigo mesma, uma semente que venho cultivando e que vem crescendo e que, como toda grande colheita, é para ser compartilhada! Saiba mais em Autora.

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *