Loading...
PsicanálisePsicologiaPsicologia TranspessoalTranscendência

3 diferenças entre a Psicologia Transpessoal e a Psicanálise

Existem três perspectivas que a Psicologia Transpessoal vem elucidar por meio da ampliação da consciência em contraposição à Psicanálise, as quais fazem a diferença nos aspectos associados ao sofrimento humano.

São elas:

  • Existência infinita x Existência finita
  • Ego forte, porém flexível x Ego forte, sem flexibilidade
  • Poder parcial do indíviduo x Poder total no indivíduo

A visão da Psicanálise de que a existência é finita promove o medo da morte, enquanto a visão da Transpessoal de que a existência é infinita promove a perda do medo da morte, que pode levar a um sentimento de paz interior.

O ego fortalecido sem flexibilidade e transparência é o que se pode chamar de fantasia da separatividade. A visão da Psicanálise de um ego separado do outro, do ambiente e do todo promove a dor nos mais variados aspectos da vida. Por outro lado, a visão transpessoal de um ego forte, porém flexível, promove a consciência, por exemplo, de que o que faço para o outro faço também para mim, assim como o que faço para mim faço também para o outro, ampliando a empatia, promovendo uma mudança de valores, além de ampliar o sentimento de pertencimento a tudo que existe.

O poder total no indivíduo, apontado também pela Psicanálise, pode ser considerado uma visão egóica que também promove a fragmentação e a desconexão com o todo, e pode levar o indivíduo a sofrer uma grande pressão e exigência de si, à sensação de impotência e culpa, a se fechar em si mesmo e ao medo, enquanto que o poder parcial do indivíduo, apontado pela Transpessoal, promove o entendimento e uma maior receptividade ao que o Universo pode oferecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *